O livro “O Canal”, escrito pelo guarda municipal de Sumaré Marco Aurélio Costa e publicado com o apoio do Fundo Social de Solidariedade, já pode ser adquirido pelos colaboradores municipais com desconto em folha salarial. O exemplar custa R$ 35 reais e pode ser encontrado na sede do Sindicato dos Servidores, localizada na Rua Luiz José Duarte, 785, Centro.

 

O livro está em sua segunda tiragem. A obra é uma síntese dos tópicos mais importantes dos livros bíblicos. A proposta é incentivar a leitura da Bíblia de maneira dinâmica e completa, de acordo com o perfil de cada leitor: por meio de planilhas e sequências atemporais, é o usuário que poderá definir em quanto tempo irá ler e a continuidade de cada assunto. A obra é voltada para iniciantes da leitura bíblica, professores e ministrantes de ensinos teológicos.

 

“Sumaré conta com colaboradores brilhantes e que desenvolvem um trabalho exemplar dentro e fora do expediente. É com grande satisfação que apoiamos a publicação do livro, um incentivo às práticas saudáveis e que contribuem para a qualidade de vida. Oferecemos aos nossos colaboradores a possibilidade do desconto em folha para facilitar o acesso à obra, que propõe a autoavaliação interior e o encontro com a espiritualidade”, disse o prefeito Luiz Dalben.

 

“Ministro ensino teológico há vinte anos e nesse tempo percebi que as pessoas não têm paciência ou tempo de terminar de ler a Bíblia. ‘O Canal’ tem como objetivo motivar a leitura. Por meio das planilhas os leitores podem definir se vão ler de maneira espontânea, em um ano ou uma semana, por exemplo, ou quais as sequências de assuntos seguirão. Há leitores que preferem a parte poética, outros que buscam o evangelho ou a parte histórica e o livro foi escrito de maneira que o leitor busque e escolha por onde começar e continuar, sendo direcionado para o tema que preferir”, explicou Costa.

 

Marco Aurélio é presbítero da Assembleia de Deus de Campinas e há oito anos trabalha como guarda municipal de Sumaré. Formado em Economia na PUC-Campinas, ministrou aulas no Estado de São Paulo de matemática, história e português. ‘O Canal’ é o primeiro livro escrito pelo autor.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

 

 

Publicado em Sumaré

Em mais uma ação em comemoração aos 150 anos de Sumaré, a Prefeitura está firmando mais uma importante parceria, agora com a PUC-Campinas, para a implantação do Centro da Criança – um espaço preparado e adaptado para levar saúde e prevenção às crianças da cidade. A presidente do Fundo Social, Mara Dalben, e o secretário de Saúde, Rubens Gatti, estiveram reunidos nesta manhã com os diretores do Centro de Ciências da Vida da PUC, Gustavo Henrique da Silva e José Gonzaga Teixeira de Camargo, para as tratativas sobre o assunto.

 

Também participaram da reunião o vereador Dirceu Dalben – que, enquanto secretário de Governo, deu início aos estudos e parceria –, o diretor clínico da UPA Macarenko, Heleson Castro, as conselheiras do Funssol Noemi Stein e Katherine Dalben, e o colaborador da Saúde, Daines Tanner.

 

“O Centro da Criança vem para humanizar ainda mais o atendimento pediátrico na nossa cidade. Num primeiro momento, vamos oferecer assistência em saúde às nossas crianças, com médicos e dentistas. Porém, o projeto é muito maior: estamos trabalhando para que a unidade tenha uma equipe multidisciplinar, com nutricionistas e psicólogos também, além de diversas atividades educativas e socioesportivas para nossas crianças, como aulas de informática, idiomas, música, dança, entre outras. Nosso objetivo é que nossas crianças tenham um lugar acolhedor e agradável para seu pleno desenvolvimento, onde também possam criar vínculos com os profissionais e tê-los como heróis, e não como vilões. Em breve, poderemos entregar mais esse presente à população”, explicou a presidente do Fundo Social, Mara Dalben.

 

A Prefeitura prepara um local adequado para a implantação do espaço, que deve ser inaugurado nos próximos meses. “Sem dúvidas, este é mais um importante projeto que vem contribuir neste processo de reestruturação e humanização do atendimento em Saúde em Sumaré. O Centro da Criança, além de oferecer mais qualidade de vida ao público infantil, vai também nos ajudar a desafogar os serviços de urgência e emergência, garantindo mais agilidade no atendimento das UPAs e PAs”, completou o secretário de Saúde, Rubens Gatti.

 

O prefeito Luiz Dalben destacou a importância de se investir em prevenção. “O trabalho do nosso governo quando o assunto é Saúde é trabalhar com a prevenção, que garante maior qualidade de vida aos nossos moradores e custos menores aos cofres públicos. Acreditamos que a prevenção é o melhor caminho para que tenhamos um sistema de saúde eficiente e de qualidade. Por isso, já entregamos no ano passado o Centro de Longevidade, dedicado aos nossos idosos, também já estamos encaminhando parcerias para a implantação do Centro da Mulher e do Centro da Criança, e continuamos batalhando para entregar também à nossa população o Centro do Homem e o Centro do Animal – isso tudo por meio de parcerias, poupando recursos públicos e ganhando em qualidade no atendimento. São unidades que vão contribuir e muito para atingirmos patamares mais elevados de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano)”, destacou o prefeito Luiz Dalben.

 

Presente na reunião, o vereador Dirceu Dalben elogiou o projeto. “Enquanto secretário de Governo (outubro 2017 a fevereiro 2018), pude colaborar com o andamento dessas parcerias e fico muito feliz em continuar participando ativamente desse processo, agora como vereador. São projetos de extrema importância para os nossos moradores, que terão atendimentos especializados, tanto em saúde como em atenção psicossocial”, destacou o parlamentar.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

 

 

Publicado em Sumaré

A Prefeitura de Sumaré recebeu na tarde dessa quinta-feira (21) os dados preliminares do projeto “Conhecer para Transformar”, uma pesquisa que visa mapear os índices socioeconômicos da criança e do adolescente da cidade. O estudo é uma parceria entre a Prefeitura e ConselhoMunicipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com patrocínio da CPFL, que selecionou o projeto de Sumaré por meio de edital.

 

Estiveram presentes na reunião representantes de diversas secretarias municipais, incluindo o secretário de Inclusão Social, Edson Cosme, de conselheiros do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), além do representante da Kairós Desenvolvimento Social, Elvis Cesar Bonassa, empresa vencedora de licitação que está executando o serviço.

 

“Os dados gerais já estão sendo finalizados e serão entregues de forma completa até o início do segundo semestre. A partir de julho, começaremos a realizar encontros, oficinas e discussões com moradores da cidade e técnicos de diversas áreas, para que tenhamos as informações necessárias sobre as causas dos principais desafios que terão de ser enfrentados no município no que diz respeito ao resguardo dos direitos das crianças e adolescentes”, explicou Bonassa.

 

O estudo vem colhendo indicadores de Sumaré por meio de dados fornecidos pelas secretarias municipais, e serão comparados com outras cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e do estado de São Paulo, para criar parâmetros e diagnosticar as necessidades. Para a pesquisa, a cidade está divida em 18 regiões, que foram definidas prioritariamente por barreiras geográficas, identificando quais as principais necessidades em cada região e quais as carências no Município como um todo. O estudo tem como objetivo levantar e discutir dados de saúde, educação, moradia, segurança, renda, atendimentos socioassistenciais e saneamento básico.

 

“Esse estudo é uma ferramenta que irá nos ajudar a formular políticas públicas para melhorar os índices de desenvolvimento humano, econômico, renda e social na cidade, permitindo que apliquemos as ações corretas em cada caso, juntamente com as entidades do município, nossas grandes parceiras”, comentou o prefeito Luiz Dalben.

 

Há 10 anos um estudo desse porte não era realizado na cidade. O estudo está sendo viabilizado pela CPFL Paulista, por meio de uma doação de R$ 128 mil para o CMDCA da cidade.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

 

 

Publicado em Sumaré

Unidade 2 do CQA vai  funcionar junto ao Pronto Atendimento Unimed e atenderá  exclusivamente pacientes oncológicos que residem na microrregião de Sumaré, bem como os clientes de Intercâmbio em tratamento de câncer

 

 

O Centro de Quimioterapia Ambulatorial (CQA) da Unimed Campinas passa pela primeira expansão.  A partir de segunda-feira, 25 de junho, entra em funcionamento, em espaço anexo ao Pronto Atendimento Unimed, em Sumaré, a nova unidade do CQA que vai unificar o tratamento dos pacientes oncológicos residentes em  Sumaré, Hortolândia, Monte Mor, Paulínia e Cosmópolis, bem como dos clientes de outras Unimeds em tratamento de câncer na Unimed Campinas por meio do Intercâmbio, independente do município em que residem.

 

O novo local ocupa uma área de 500 metros quadrados e dispõe de uma ampla sala de infusão quimioterápica com 20 poltronas reclináveis e acomodação para familiar ou acompanhante, estrutura que foi  instalada em total conformidade com as normas ditadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). 

 

Atualmente, 950 pacientes estão em tratamento quimioterápico na Unimed Campinas. Embora os que residem na microrregião de Sumaré mais os de outras Unimeds representem cerca de 30% desse total ou aproximadamente 300 pacientes, a expansão aumentou a oferta de atendimento em 60%.

 

A nova unidade vai oferecer a mesma qualidade empregada nos atendimentos prestados em Campinas e parte da equipe passará a atuar também em Sumaré. Um médico oncologista ou hematologista  fará plantão na unidade durante todo o tempo para atender eventuais intercorrências. As consultas agendadas com os especialistas que acompanham os pacientes, porém, estão mantidas no Centro Clínico Oncológico (CCO), em Campinas.

 

Recentemente certificada pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), a unidade de Pronto Atendimento que abriga a primeira expansão do CQA reúne todas as condições para prestar aos clientes oncológicos o atendimento de excelência que se mantém desde que o Centro foi criado, há 9 anos. A tudo isso se somam, ainda, a facilidade de acesso do novo endereço, a segurança, o estacionamento amplo e gratuito e a tranquilidade de estar ao lado do PA, que é um dos mais importantes recursos para urgências e emergências médicas da Região Metropolitana de Campinas.

 

O PA Unimed, em Sumaré, localiza-se na Rua Fioravante Mancino, 900, Chácara Monte Alegre.  As instalações do CQA na unidade, em área anexa neste mesmo endereço, tem recepção e instalações próprias e exclusivas, não havendo, portanto, o compartilhamento de espaço físico dos pacientes em tratamento de câncer com os demais clientes que buscam atendimento no PA.

 

 

Fonte: Rosa Guedes - Jornalista Unimed

 

 

Publicado em Sumaré

O Instituto de Promoção do Menor de Sumaré (IPMS) foi homenageado nesta terça-feira (29/05) durante a 17ª sessão ordinária do ano, ocorrida na Câmara Municipal de Sumaré. O 48º ano de fundação foi o motivo que levou o vereador Dr. Sérgio Rosa (PDT) a apresentar a moção de congratulação nº 93/18, que foi aprovada por unanimidade.

 

“Posso apresentar essa moção com muita tranquilidade, pois tive o prazer de ser patrulheiro no ano de 1970, então eu conheço muito o trabalho que o Instituto faz. Esses valores são essenciais na formação da cidadania nas sociedades modernas”, disse o vereador.

 

Atualmente, o IPMS é uma entidade filantrópica e sem fins lucrativos que proporciona aos jovens dos 16 aos 18 anos de idade, que cursam o ensino médio, uma capacitação para o mercado de trabalho conforme o programa de aprendizagem previsto na Lei nº 1097/2000 que possibilita a inclusão educacional e social desses jovens.

 

A instituição foi fundada em 05 de junho de 1970 pelo juiz de direito Dr. Geraldo Barreto Fonseca, falecido em 2014 aos 72 anos, e pelo promotor de justiça Dr. José Carlos Vieira. A princípio, a entidade denominava-se Pia Sociedade dos Patrulheiros Mirins de Sumaré, a qual atendia as crianças e adolescentes carentes do Município.

 

Passando-se os anos e aumentando a possibilidade de ampliação de suas atividades, a diretoria promoveu uma reestruturação da entidade, que passou a denominar-se como Instituto de Promoção do Menor de Sumaré, tendo como princípios primordiais a ética, tolerância e a responsabilidade de suas ações educativas.

 

O foco de atendimento do IPMS é realizado sem distinção de raça, credo, política ou religião, visando o objetivo de integrar estes jovens na vida social através da promoção, educação, recreação e aprendizagem profissional. O programa de aprendizagem na empresa possibilita ao aprendiz a continuidade na formação profissional e inserção no mercado de trabalho, ampliando assim a sua perspectiva para o futuro.

 

O processo de seleção inicia-se quando o adolescente está com 15 anos de idade. Após ser aprovado no processo, é proporcionado aos jovens o acesso à informática, incentivo a leitura, reflexão sobre ética e cidadania, saúde, realização de atividades culturais e outros atendimentos conforme as necessidades do adolescente em desenvolvimento. Concluindo esta fase de preparação, aos 16 anos é encaminhado para o estágio de aprendizagem.

 

Ao longo desse tempo de existência, a prioridade tem sido a expansão do projeto Jovem Aprendiz, o qual conta com cerca de 8.000 (oito) mil adolescentes já inseridos no mercado de trabalho através do projeto de capacitação profissional.

 

Fonte: Câmara Municipal de Sumaré

 

 

Publicado em Sumaré

Mobilizar maior número de pessoas para realizar, no mínimo, 15 minutos de atividades físicas. Este é o objetivo do Dia do Desafio, que será realizado na próxima quarta-feira, dia 30 de maio. Sumaré “duelará” com a cidade cubana de Güita de Melen, em uma competição amigável entre municípios do mesmo porte, vencendo aquele que conseguir mobilizar o maior percentual de sua população.

 

“O Dia do Desafio vem contribuir para a redução do sedentarismo, incentivando nossos moradores a mudanças de comportamentos, em busca de mais saúde e qualidade de vida. Convidamos toda a população a separar 15 minutinhos na agenda nesta quarta-feira para a prática de algum exercício físico, ajudando Sumaré a vencer esse desafio do bem”, incentivou o prefeito Luiz Dalben.

 

“Essa edição do Dia do Desafio traz uma novidade: as disputas saudáveis entre as cidades passam a ser por três anos consecutivos. Dessa forma, Sumaré competirá com a cubana Güira de Melena até 2020. O objetivo da organização é aumentar o vínculo entre os municípios, permitindo a troca de experiências, informações, projetos, para que uma cidade incentive a outra e ambas, juntas, melhorem suas pontuações no ano seguinte, mobilizando cada vez mais moradores para a prática de atividades físicas”, explicou o secretário de Cultura, Esporte e Lazer de Sumaré, Paulo Sciascio Neto.

 

SUMARÉ EM 2017

No ano passado, Sumaré mobilizou 74.747 pessoas no “Dia do Desafio”. O número, equivalente a 30% da população sumareense, foi o suficiente para vencer a adversária Bayamón, de Porto Rico, que mobilizou 1,03% de sua população de aproximadamente 200 mil pessoas.

 

O Dia do Desafio foi criado no Canadá em 1983 e é difundido mundialmente pela TAFISA (The Association For International Sport for All), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. No Brasil, é organizado pelo SESC, com o apoio das prefeituras.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

 

 

Publicado em Sumaré

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer de Sumaré, Paulo Sciascio, representando o prefeito Luiz Dalben, participou na manhã de hoje, dia 18, da inauguração do Canil do 48º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), construído na sede da corporação com o auxílio da Prefeitura de Sumaré. Autoridades da região e integrantes da Guarda Civil e do Bombeiro Municipal também prestigiaram o evento.

 

O Canil tem capacidade para oito animais, área reservada para cuidados veterinários e um espaço separado para isolamento de algum cão, caso haja necessidade. Inicialmente, cinco animais compõem o Canil: dois Pastores Alemães, um Pastor Belga de Malinois, um Rottweiler e um Labrador. Os animais, ainda filhotes, serão adestrados e passarão por um processo de adaptação, para então poder integrar as ações de segurança em Sumaré e demais cidades da área de abrangência do 48º BPM/I.

 

“Nos dois últimos anos, nosso Batalhão apreendeu mais de duas toneladas de entorpecentes e prendemos 3.150 pessoas, a maioria em flagrante. Temos uma ótima produtividade e resultados positivos no Estado. A implantação do Canil irá somar às nossas ações para prestar um atendimento de qualidade à população – é mais uma unidade de prevenção e combate ao crime. É um grande avanço para nós e uma vitória muito importante para a população. O Canil irá nos auxiliar em ocorrências de salvamento ou que envolvem entorpecentes, além de ações sociais. Agradecemos imensamente todos que fizeram parte da construção desse espaço, principalmente nossos policiais e o mestre de obras cedido pela Prefeitura, Sidnei Carrasco, que, com empenho e dedicação, sacrificaram horas de folga e trabalharam incansavelmente para cumprirmos essa missão”, disse o comandante do 48º BPM/I, tenente-coronel Carlos Eduardo Fanti.

 

Os policiais e o colaborador cedido pela Prefeitura foram homenageados e receberam placas de agradecimento.

 

“A entrega do Canil é um grande avanço no atendimento e serviço prestado à população. É uma grande realização que demonstra a persistência desses profissionais em realizar um bom trabalho e deixar um legado na segurança pública da região. Parabéns pela forma como a segurança pública é conduzida na área de atuação do Batalhão – Sumaré, Monte Mor, Nova Odessa e Hortolândia. A implantação do Canil só tem a contribuir para as melhorias na estrutura da corporação e bem-estar da equipe. Temos que valorizar o policial, que trabalha 24 horas para defender a sociedade”, parabenizou o comandante do CPI-9, coronel Lourival da Silva Júnior.

 

A Prefeitura é parceira do Batalhão e trabalham juntos para o bem da sociedade. Até então, a PM contava com o apoio do GOC (Grupo de Operações com Cães) da Guarda Municipal. “Por meio de um esforço conjunto, hoje Sumaré conta com mais um Canil, mais um investimento na segurança da nossa população. A Polícia Militar tem realizado um excelente trabalho em Sumaré, com profissinais que se arriscam diariamente para proteger nossos moradores e reduzir os índices criminais. Temos certeza de que, com a ajuda dos cães, este trabalho será ainda mais eficiente”, destacou o prefeito Luiz Dalben.

 

Em janeiro, por meio de outra parceria entre a Prefeitura e a PM, também foi inaugurada uma nova sede da 2ª Companhia do 48º BPMI, no Jardim Bom Retiro, região da Área Cura, oferecendo um ambiente de trabalho adequado aos policiais e um atendimento de qualidade à população.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

 

 

Publicado em Sumaré

O vereador Dr. Sérgio Rosa (PDT) protocolou essa semana na Câmara Municipal de Sumaré o projeto de lei nº 78/18 com intuito de criar o programa “Doadores do Futuro” em todas as escolas da rede pública municipal de ensino. A proposta agora seguirá para as comissões permanentes para receber parecer aprovando sua apresentação para votação.

 

O programa tem o objetivo de conscientizar os alunos sobre a importância da doação voluntária de sangue através de palestras durante o ano letivo, de conscientização e orientação, com a colaboração de profissionais da rede pública municipal de saúde.

 

“A escola é o local de construção do saber e é importante demonstrar a importância sobre a doação de sangue, despertando desde cedo o conhecimento sobre esse tema tão importante. Os nossos estudantes são os futuros doadores de sangue”, declarou Dr. Sérgio Rosa.

 

Fonte: Câmara Municipal de Vereadores

Publicado em Sumaré

Diante da previsão de baixas temperaturas a partir da noite deste sábado, dia 19, o Fundo Social de Solidariedade de Sumaré intensificou a distribuição de agasalhos e cobertores para as unidades que atendem famílias em situação de vulnerabilidade no município. O objetivo é garantir que todos estejam protegidos do frio e, para isso, a Defesa Civil e a Guarda Civil Municipal também estarão de plantão 24 horas neste final de semana, com os olhares voltados ao atendimento e acolhimento dos moradores que possam estar expostos.

 

De acordo com a Defesa Civil, a previsão meteorológica aponta para a chegada de uma massa de ar polar em todo o Estado de São Paulo na noite deste sábado, trazendo baixas temperaturas e até mesmo sensação térmica negativa em alguns municípios. Em Sumaré e região, o ápice do frio deve ocorrer na madrugada de domingo (20) para segunda-feira (21), registrando mínima de 9°C. Apenas na quarta-feira (23) é que o frio começará a ceder.

 

“Essa queda brusca na temperatura exige cuidados especiais, principalmente com a população mais suscetível e exposta ao frio. Por isso, nesta sexta-feira já reforçamos os estoques dos oito CRASs (Centros de Referência em Assistência Social) e do CREAS (Centro de Referência Especializada em Assistência Social) com agasalhos e cobertores, para que disponibilizem às famílias que precisarem e todos estejam protegidos durante a passagem dessa massa de ar polar. Nossa Defesa Civil também estará nas ruas junto da Guarda Municipal para atender os moradores em situação de vulnerabilidade. É uma união de esforços para levarmos mais conforto, segurança e dignidade aos moradores que mais precisam”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

 

O Fundo Social de Solidariedade também está à disposição das entidades assistenciais do município para a destinação de agasalhos e cobertores, caso necessitem.

 

“Graças às doações que recebemos constantemente da população, estamos conseguindo reforçar os estoques das nossas unidades de assistência social, para que estejam preparadas para atender qualquer emergência. Lembramos que nossa Campanha do Agasalho continua, as doações podem ser entregues em prédios públicos, comércios – são dezenas de pontos de arrecadação espalhados por toda a cidade. Temos certeza que, com a ajuda de todos, vamos aquecer não apenas o corpo, mas também a alma daqueles que mais precisam”, completou a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Sumaré, Mara Dalben.

 

A Guarda Municipal pode ser acionada pelos telefones 153 ou 3873-2656 e a Defesa Civil, pelo 3903-4147.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

 

 

Publicado em Sumaré

Após declarações do secretário estadual de educação do Estado de São Paulo, João Cury Neto, sobre entregar uma quantia em dinheiro aos alunos para que estes sejam responsáveis pelo transporte escolar e merenda, o vereador Willian Souza (PT) apresentou moção de repúdio nesta terça-feira (15/05) durante a 15ª sessão ordinária do ano.

 

“Ele (o secretário estadual de educação) quer passar a responsabilidade dele para o pai e para a mãe de família. Isso tem cheiro é de fraude. Como é que eu, gestor público, que fui eleito para cuidar do dinheiro público, para administrar a coisa pública, tenho coragem de dizer que vou depositar na conta do estudante de 6 anos de idade, 7 anos, para ele pegar um transporte coletivo. Imagine o tanto de pessoas pegando o metrô lotado, sendo esmagado. Imaginem as crianças de Sumaré que utilizam o transporte tendo que pegar essas carroças da Ouro Verde, esses ônibus caindo aos pedaços, que não cumprem horário e que o próprio motorista tem que cobrar passagem, que o próprio motorista tem que cuidar de tudo?”, disse Willian indignado.

 

O vereador explicou que, segundo a ideia do secretário recém nomeado pelo governador Márcio França, cada estudante matriculado pelo Estado receberia um valor ente R$ 200 e R$ 300 e arcaria com todas as responsabilidades com o transporte escolar e alimentação na escola, podendo usar o dinheiro para combustível, passagem no transporte público, ou mesmo para comprar uma coxinha, um lanche e até mesmo pagar qualquer despesa da família.

 

“As declarações comprovam o desapego e a insensibilidade do Governo do Estado com a educação pública e a vida pedagógica dos 3,7 milhões de estudantes matriculados na rede estadual. De acordo com dados da própria Secretaria de Educação, o custo com a merenda representa aproximadamente R$ 800 milhões aos cofres públicos, por ano, enquanto o transporte escolar, utilizado por 345 mil estudantes que residem mais de 2 quilômetros da escola, consome anualmente cerca de R$ 1 bilhão”, declarou Willian.

 

Para o parlamentar, a medida certamente prejudicaria os alunos de famílias mais pobres que utilizariam o dinheiro para outros fins, deixando os estudantes em situação de vulnerabilidade, pois teriam que fazer todo o trajeto a pé e, durante os intervalos, jejuar ou fazer refeições sem o devido cuidado nutricional.

 

O vereador Dudu Lima (PPS) também comentou a favor da moção de apelo contra o secretário. “Parece-me que o novo secretário de educação acha que a escola pública, onde hoje ele comanda, é igual as escolinhas particulares onde ele põe os filhos dele, onde ele consegue bancar uma van pro filho, onde não se fornece alimentação, todo mundo que quiser almoçar tem que pagar. Parece que ele só conhece essa realidade. Ele tá precisando ir pra dentro de uma escola estadual, dar umas voltinhas na escola que ele comanda para ver como que está a situação”, disse.

 

“A gente vê um secretário de educação que quer garantir dinheiro na conta das pessoas para que as crianças comam doritos, salgadinho e pipoquinha, não se preocupando com a nutrição. A criança e o adolescente têm que ter o seu direito garantido de educação de qualidade, pois quem mais precisa é a criança da periferia, é a criança pobre. Propondo isso ele quer tirar comida da boca da criança. A gente vê um Secretário de educação retroagindo os direitos de cada cidadão desse Estado de São Paulo e Educação não é mercadoria”, diz Willian.

 

O parlamentar encerra o discurso relatando que em Sumaré o prefeito Luiz Alfredo fez um convênio com o assentamento para oferecer uma agricultura familiar decente, que os trabalhadores rurais vão fornecer para merenda escolar. “Um alimento sem agrotóxico, que tá aprovado nutricionalmente, para incrementar a qualidade da merenda escolar. Ô governador, aprende, é assim que faz os municípios, é fermentando a agricultura familiar sem agrotóxico, é incrementando porque o trabalhador rural vai gerar renda, vai plantar mais. Nós vamos fazer com que as roças, áreas rurais do nosso Estado de São Paulo, gere mais, mais trabalhador rural, mais qualidade, e a nossa criança vai comer de uma agricultura familiar de qualidade, prefeito Luiz Dalben deu uma lição nessa atitude”, revelou. “E parabenizo Vossa Excelência vereador Ulisses que lutou por isso e também toda cooperativa dos assentados que é um trabalho fantástico”.

 

Fonte: Câmara Municipal de Vereadores

 

 

Publicado em Sumaré
Página 1 de 6

Tapeçaria Maracanã

Programa de reconstrução capilar

 Revista Época

Anunciante Clements

© 2017 - Grupo Interativo Negócios | Jornal Sumaré | Jornal Interativo | Site Interativo

Rua Conceição, 233 - CEP 13.010-916 - Campinas/SP

Fones: (19) 3384-6388 / 99283-6239 Whatsapp

E-mail: contato@jornalsumare.com.br

 

Edições semanais com 5 mil exemplares distribuídos em 175 pontos em toda cidade,
Em supermercados, bancas de revistas e jornais e algumas empresas.