Domingo, 29 Novembro -0001 21:00

Farc entregam últimas armas e passam à política

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

PONDORES, COLÔMBIA — Com a entrega do último carregamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) — com mais de 8 mil armas de fogo e 1,3 milhão de munições — o presidente Juan Manuel Santos proclamou oficialmente nesta terça-feira o fim do conflito que, por meio século, “fez a Colômbia sangrar”. Durante os último oito meses, cerca de 7 mil homens, mulheres e crianças foram deixando o armamento nas mãos de uma missão das Nações Unidas.

 

Com essa deposição de armas, o conflito realmente termina e começa uma nova fase na vida de nossa nação — celebrou Santos, em um ato oficial em Pondores, uma zona do departamento de La Guajira (norte), onde está reunida parte dos 7 mil guerrilheiros das Farc.

 

 

De agora em diante, os antigos guerrilheiros se tornam civis que, em princípio, viverão nas 26 zonas de desarmamento — os chamados “espaços territoriais de capacitação e reincorporação” — onde se preparam o lançamento de seu partido político. Nesta terça, depois de quatro anos de negociações, Iván Márquez, um dos líderes das Farc, anunciou que a organização deixa a luta armada para fazer política.

— Dentro em pouco estaremos realizando o congresso funcional do novo partido político que seguramente se chamará Força Alternativa Revolucionária da Colômbia, mantendo a sigla Farc — anunciou.

ONU busca últimos esconderijos

Agora, a missão internacional tem até 1º de setembro para localizar os últimos esconderijos com material de guerra. O chefe da ONU na Colômbia, Jean Arnault, apontou que, até o momento, a guerrilha indicou a posição e o conteúdo de 873 locais com armas e explosivos, muitos deles em zonas remotas e de difícil acesso. No total, 510 esconderijos foram esvaziados e foram encontradas 795 armas, quase 300 mil munições de diferentes calibres, 22 toneladas de explosivos, 25 quilômetros de cordão detonante, quase 4 mil granadas, além de minas terrestres. As crianças combatentes ainda sob proteção dos guerrilheiros também serão entregues. Até o momento, o Estado recebeu 88 menores.

— Já se pode considerar que as Farc desaparecem como grupo guerrilheiro e passam a ser cidadãos normais — confirmou o especialista Ariel Ávila, diretor da Fundação Paz e Reconciliação, que supervisiona o acordo de paz.

Além de cerca de 450 dissidentes das Farc, restam ativos o Exército de Libertação Nacional (ELN) — uma guerrilha menor, com quem o governo tenta selar a paz — e bandos de origem paramilitar hoje dedicados ao tráfico de drogas. Em meio século de atividade, o balanço de vítimas da guerrilha é de cerca de 7,5 milhões pessoas, entre mortos, desaparecidos e deslocados.



Leia mais: https://oglobo.globo.com/mundo/farc-entregam-ultimas-armas-passam-politica-21709802#ixzz4pynteqMp 
stest 

Ler 503 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.



 

 

Publicidade

 

Tempo em Sumaré

booked.net

© 2017 - Grupo Interativo Negócios | Jornal Sumaré | Jornal Interativo Cidades | Site Interativo

Rua Maria Elizabeth Menuzzo, 423 Sala 7 CEP 13.615-715 Sumaré/SP

Fones: (19) 3384-6388 / 99283-6239 Whatsapp

E-mail: contato@jornalsumare.com.br

 

Edições semanais com 5 mil exemplares distribuídos em 175 pontos em toda cidade,
Em supermercados, bancas de revistas e jornais e algumas empresas.