Economia

Acolher e encaminhar as pessoas em situação de rua que queiram ser ajudadas é o que motivou o vereador Dirceu Dalben (PPS) a apresentar o projeto de lei nº 33/18, aprovado por unanimidade na noite desta terça-feira, 03 de abril, durante a 9ª Sessão Ordinária do ano. Além deste, foram aprovados também outros quatro projetos de lei, além de requerimentos, indicações e moções.

 

“Eu observo que existe solidariedade porque tem gente cuidando de pessoas em situação de rua. O objetivo é mostrar a luz no fim do túnel para a pessoa que está desamparada e desiludida com a vida e precisa de uma mão amiga. Sei que não é a solução, mas é um ingrediente na busca”, comentou Dirceu Dalben.

 

 

Segundo a proposta aprovada, que prevê o Pacto Municipal Social, é considerado população em situação de rua, de acordo com o grupo populacional heterogêneo que possui em comum a extrema pobreza, os vínculos familiares fragilizados, ou interrompidos e a inexistência de moradia convencional regular e que utiliza os logradouros públicos, fazem dele espaço de convívio e, principalmente, de sobrevivência, de forma temporária ou permanente.

 

O objetivo é reunir os munícipes, incluindo a iniciativa privada, bem como os Poderes Públicos constituídos, para mobilizar em torno do tema da população de rua, defendendo sete princípios, dentre eles destaque para o respeito à dignidade da pessoa humana; o direito à convivência familiar e comunitária; a valorização e o respeito à vida e à cidadania; o atendimento humanizado e universalizado; a erradicação de atos violentos e ações vexatórias e de estigmas negativos e preconceitos sociais que produzam ou estimulem a discriminação e a marginalização, seja pela ação ou omissão.

 

“Muitos semelhantes sequer possuem condições de saciar a fome. Vivem perambulando pelas cidades, alimentando-se com restos de comida, quando as encontram, assemelhando-se a animais”, explicou o vereador Dirceu Dalben.

 

DIMINUIR A FILA DE ESPERA DE TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS É INTENÇÃO DE VALDIR DE OLIVEIRA

 

O tamanho da fila de espera por um órgão é muitas vezes o tempo que o paciente não tem e, pensando nisso, o vereador Valdir de Oliveira (DEM) apresentou o projeto de lei nº 36/18 que teve aprovação unânime na noite desta terça-feira, 04 de abril, durante a 9ª Sessão Ordinária do ano.

 

A proposta aprovada propõe a isenção da família do doador de órgãos do  pagamento devido ao Serviço Funerário público, composto de taxas e emolumentos fixados pela Administração Pública, e tarifas devidas pelos serviços executados pelo órgão público com a realização de funeral, taxas de velório e sepultamento, pessoa que tiver doado, por si ou por seus familiares ou responsáveis, seus órgãos corporais para fins de transplante médico.

 

“Todos concordam que doar órgãos é um ato de amor e solidariedade. Quando um transplante é bem sucedido, uma vida é salva e com ele resgata-se também a saúde física e psicológica de toda a família envolvida com o paciente transplantado. Segundo levantamento de outubro de 2016, 62.820 brasileiros estão hoje na fila dos transplantes. Para muitos, a vida está por um fio”, comentou o vereador Valdir de Oliveira.

 

TAMBÉM FORAM APROVADOS

 

Também foi aprovado o projeto de lei nº 06/18 do vereador Willian Souza (PT) que obriga bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos similares a servirem água filtrada aos clientes.

 

Outra aprovação foi do projeto de lei nº 186/17, de autoria do vereador Décio Marmirolli (PSB), que altera dispositivos da Lei nº 5170, de 06 de abril de 2011, que cria o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais, redação alterada pela Lei nº 5936, de 17 de maio de 2017.

 

No trecho em questão está determinado que são “03 (três) representantes de entidades assistenciais subvencionadas pela Prefeitura Municipal de Sumaré”. Com o projeto de lei em questão, o vereador propõe que o inciso II seja alterado mais uma vez e passe a vigorar com a seguinte redação: “03 (três) representantes da sociedade civil, moradores neste município”.

 

 

Também aprovado o projeto de lei nº 181/17, do vereador Edgardo Cabral (PRB), que revoga o Parágrafo Único do Art. 6º da Lei Municipal nº 3804, de 30 de maio de 2003, que dispõe sobre a instalação de sistemas de transmissão de rádio, televisão, telefonia, telecomunicação em geral e outros sistemas transmissores de radiação eletromagnética não ionizante.

 

O parágrafo em questão diz que “fica permitida a instalação de sistemas transmissores em bens públicos municipais de uso comum do povo e de uso especial assim como quando da prestação de serviços ao município e respectivos órgãos e/ou entidades assemelhadas ou destes para os munícipes, ficando sujeitos, no que couber, ao que determina esta Lei”.

 

A mudança deste Parágrafo ampara-se pela Portaria nº 4.827, de 21 de setembro de 2015, publicada de D.O.U de 22 de setembro de 2015, que permite a instalação de retransmissora nas localidades pertencentes a região metropolitana do Município que outorga.

 

Já o projeto de lei nº 135/17, de autoria do vereador Rudinei Lobo (PRB), não foi votado porque recebeu um pedido de vistas do vereador Sebastião Correa (PTB). A proposta torna obrigatória a instalação de “bloqueadores de ar” nos hidrômetros já existentes e nas futuras instalações do município. O serviço deverá ser realizado pela empresa responsável pela concessão vigente de abastecimento de água e tratamento de esgoto.

 

A instalação dos aparelhos para contenção de ar nos hidrômetros deverá ser realizada em prazo de 30 dias após a aprovação da lei e não deverá ter ônus algum aos usuários, de forma a evitar e conter consequentes prejuízos.

 

“Os munícipes reivindicam constantes correções de suas contas de água alegando que os ponteiros dos hidrômetros ficam acionados com a passagem de ar pela tubulação, aumentando assim o registro de consumo de água. Por este motivo, apresento este projeto em busca de sanar esses problemas”, disse Rudinei.

 

Fonte: Câmara Municipal de Sumaré

 

 

Publicado em Sumaré

Com apoio da Prefeitura de Sumaré, a APAE (Associação de Pais e Amigos Excepcionais) promoveu hoje, dia 4, a capacitação “Orientações Básicas sobre saúde e transporte para pessoas com deficiência” aos motoristas e monitores do Transporte Escolar gratuito oferecido pela Secretaria de Educação. Eles são responsáveis pelo transporte de 180 alunos assistidos pela APAE.

 

Uma equipe interdisciplinar formada por psicólogos, assistente social, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, enfermagem e terapeuta ocupacional da APAE ministrou a formação, que abordou a convivência com os alunos com necessidades educacionais especiais, além da adaptação e transporte da cadeira de rodas e manuseio do elevador de transporte.

 

“A oferta do transporte escolar adaptado a todos os alunos da APAE implica na melhora da qualidade de vida, da segurança e do conforto destas crianças e jovens, permitindo que eles tenham acesso com tranquilidade à entidade. Para que o serviço seja oferecido com a qualidade que os alunos merecem, é preciso a formação dos profissionais, tornando-os aptos para quaisquer situações encontradas no cotidiano, ofetando um atendimento digno”, disse o prefeito Luiz Dalben.

 

“Desenvolvemos temas como os direitos da pessoa com deficiência, transtorno do espectro autista, traqueostomia, convulsão e as necessidades de segurança no transporte da cadeira de rodas, que para nós, é uma extensão do corpo do aluno. Além disso, oferecemos dicas de convivência e trocamos experiências. É importante que os motoristas e monitores saibam a maneira correta de agir perante cada situação, oferecendo o transporte adequado para os alunos”, explicou a assistente social da APAE, Rita de Cássia Matheus de Campos.

 

SERVIÇO

 

A empresa Smile realiza o serviço de Transporte Escolar Gratuito oferecido pela Prefeitura aos alunos da rede pública. Os 180 alunos com necessidades educacionais especiais atendidos pela APAE da cidade também estão matriculados na Rede Municipal de Educação. De segunda a sexta-feira, 12 veículos adaptados operam o serviço de transporte “porta a porta”, garantindo a locomoção dessas pessoas e de seus acompanhantes, quando há necessidade da presença dos mesmos.

 

Fonte: Secretaria Municipal de comunicação

Publicado em Sumaré

A Secretaria de Serviços Públicos de Sumaré revitaliza a ponte da Marechal Deodoro da Fonseca, no Parque Vereador Euclides Miranda, conhecida como ponte do Cecap, que faz a ligação do bairro com o Altos de Rebouças, na região de Nova Veneza. Nesta semana, estão sendo feitos calçamentos nos dois lados da ponte. Além disso, a Prefeitura realiza a recuperação das alas do espaço, que já foram aterradas. O local será pavimentado e receberá guias de segurança.

 

O trabalho é executado pela Administração Regional de Nova Veneza e tem o objetivo de garantir a segurança dos pedestres e condutores.

 

“Os moradores sofriam com a falta de manutenção dessa ponte. Nossas equipes estão realizando a revitalização de toda a estrutura, o que vai gerar mais comodidade e segurança às crianças, idosos, adultos. Com certeza, um importante ganho aos moradores”, disse o prefeito Luiz Dalben.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

Publicado em Sumaré

Desde a semana passada, quando a rede entrou em operação, já foi possível observar a melhora no abastecimento após monitoramento das pressões em pontos mais altos do bairro.

 

A última fase da obra ocorreu há cerca de duas semanas, quando foi realizada a interligação da nova rede recém construída à rede atual. Após isso, foram instalados medidores de pressão no bairro a fim de confirmar o sucesso da obra.

 

Os próprios moradores da região relatam já ter sentido a melhora. “Antes a gente tinha água pela manhã, até umas 9h. Depois não tinha mais nem para subir na caixa, principalmente, no final de semana. Esse último final de semana não faltou. Melhorou bastante!”, conta Cleusa Tonet, moradora do Parque Itália.

 

“A situação está excelente! A gente tinha um problema muito grande, a caixa d’água não abastecia por conta da pressão baixa”, relata Fábio Pereira da Silva, síndico do condomínio Porto Belo, local em que era necessária uma bomba de recalque para encher a caixa d’água. “A bomba não está mais sendo usada. Melhorou 100% não só o abastecimento, mas a qualidade da água também”, complementa o síndico que tem ouvido os moradores relatarem a melhora na qualidade da água.

 

Obras previstas 


Esta é a segunda de nove obras de instalação de novas redes de abastecimento que estão sendo realizadas pela BRK Ambiental em Sumaré desde outubro de 2017. O investimento da concessionária nessas intervenções é de R$ 3,1 milhões. No total, cerca de 8 km de tubulações serão instaladas em bairros/regiões onde foram identificados problemas de oscilação de pressão. Serão cerca de 21 mil famílias e 28 bairros beneficiados diretamente. São eles: Jardim Paulistano, Virgínio Basso, Campo Belo, Jardim das Orquídeas, Centro, Santo Antônio, Parque das Nações, Jardim Denadai, Residencial Ipiranga, Nova Veneza, Jardim Nossa Senhora da Conceição I e II, Jardim Vitória, Jardim Seminário, Chácaras Nova Veneza, Jardim Davina, Jardim São Francisco de Assis, Jardim das Águas, Jardim Francesquini, Jardim Viel, Jardim Amélia, Angelo Tomazin, Maria Antônia, Cidade Nova, Jardim Planalto, Parque Itália, Sevilha e  Recanto dos Sonhos. Outros bairros nas imediações também serão beneficiados indiretamente.

 

Fonte: BRK Ambiental

Publicado em Sumaré

Partida de minobol aconteceu no Centro Esportivo contra a cidade de Americana

 

Os atletas da terceira idade de Sumaré já estão se preparando para a disputa do JORI (Jogos Regionais do Idoso), que acontece do dia 14 a 18 de março na cidade de Limeira-SP. Na manhã desta sexta-feira (2), os atletas de Sumaré enfrentaram a equipe de Americana no minobol (voleibol adaptado), tanto na categoria feminina quanto masculina.

 

            “É sempre ótimo ver a nossa terceira idade ativa e disposta. Esse jogo é importante para a preparação dos nossos atletas, enfrentando Americana, uma equipe de peso dos Jogos Regionais do Idoso, que servirá de aquecimento para os jogos oficiais que acontecerão nas próximas semanas”, disse o prefeito Luiz Dalben.

 

Apesar da derrota em ambos os jogos, as partidas foram equilibradas e as equipes sumareenses iniciarão os jogos com ainda mais confiança, não apenas pela dedicação dos atletas, mas também porque Sumaré conta com atletas experientes, como Lydio Paschoal Bonalde.

 

“Eu participo do JORI há pelo menos 17 anos. Disputei pelas equipes de Americana, Limeira, Nova Odessa e agora estou vestindo a camisa de Sumaré. Acredito que nossa equipe tem ótimas chances na competição e daremos o nosso melhor”, comentou Bonalde.

 

Ao todo, a delegação de Sumaré no JORI 2018 contará com cerca de 50 atletas disputando em diversas modalidades.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

Publicado em Sumaré
O prefeito Luiz Dalben inaugurou hoje, dia 2, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) "Luiz Dalben", no Matão. O nome da unidade é devido a sua localização: antigamente, no prédio funcionava um Fórum Trabalhista do Estado e a edificação recebeu o nome Luiz Dalben como forma de homenagear o avô do prefeito e pai do vereador Dirceu Dalben, por meio da lei 3712/02. Ao implantar a UPA no mesmo local, o nome foi mantido. A unidade está localizada na Avenida Emílio Bosco, n° 1.620, Jardim Santa Clara.
 

A nova UPA irá atender cerca de cinco mil casos de urgência e emergência por mês na região, podendo ser ampliada para oito mil. "É uma satisfação muito grande entregar esse presente para a região do Matão. É um agradecimento aos moradores que confiaram em nós, nos escolheram para governar Sumaré e acreditaram que podemos fazer a diferença. Temos comprometimento, força de vontade e nos empenhamos para avançar na saúde pública da cidade. É uma unidade totalmente moderna e com qualidade e que vai atender toda a população, não apenas os moradores da região", disse o prefeito Luiz Dalben.

 
"Em 2002, quando era prefeito, participei da inauguração do Fórum Trabalhista que recebeu o nome do meu querido pai. É com orgulho e grande emoção que participo da entrega de uma nova UPA que manteve o nome do prédio. Um prédio totalmente adaptado e reformado para prestar um atendimento de qualidade para os moradores. É uma maneira de agradecer a população que me acolheu há 36 anos, quando me mudei para Sumaré e aqui permaneci", relatou o vereador Dirceu Dalben.
 
Com um investimento de R$ 272 mil reais, a UPA do Matão possui 740 m² e uma estrutura totalmente moderna e com materiais de qualidade, como pisos do tipo 'porcelanato', granitos nas soleiras e divisórias e vidros temperados. Além disso, a recepção e todas as salas são climatizadas, oferecendo mais conforto aos pacientes.
 
São cinco consultórios médicos, que contam com ginecologistas, clínicos gerais, dentistas e pediatras, salas de emergência, radiologia, sutura e gesso, descanso de médicos, soroterapia, isolamento, observação adulta e pediátrica, eletrocardiograma e administrativa, além de necrotério, Central de Materiais Esterilizados, farmácia e uma entrada para emergência totalmente separada da entrada principal.
 
Também participaram do evento os secretários de Saúde, Rubens Gatti, Serviços Públicos, Aparecido Fernandes, Obras, Eder Ruzza, Transparência, Welington Domingos, Segurança, Ricardo Zequin, Mobilidade Urbana, José Marin, Comunicação, Pedro Maciel, Educação, Mirela Cia Medeiros, Cultura, Paulo Sciácio, e os vereadores Dirceu Dalben, Joel Cardoso, Cláudio Meskan, Dudú Lima, Fábio Ferreira, Hélio Pereira, Rudinei Lobo, Sebastião Correia, Valdinei Pereira, Valdir de Oliveira e Willian de Souza.
 
Devido à abertura da unidade, haverá a transição do atendimento de casos de urgência e emergência e que necessitam de um primeiro auxílio do PA Matão para a nova UPA. A unidade funcionará 24 horas.
 
ATENDIMENTO
 
O atendimento continuará sendo feito normalmente no PA do Matão até o dia 3 de março. No dia 4 (domingo), o atendimento do prédio no PA Matão será interrompido para concluir a mudança. A partir de segunda-feira, dia 5 de março, todo o atendimento passará a ser feito normalmente no novo prédio da UPA do Matão, a partir das 07 horas, 24 horas por dia.
 
 
Fonte: Prefeitura de Sumaré
Publicado em Sumaré

O acidente fatal aconteceu no domingo de Páscoa no km 233 da Rodovia João Mellão

 

O velório das seis pessoas de uma mesma família que morava em Sumaré e morreram em um acidente, em Pratânia, região de Botucatu, está sendo no Centro Esportivo Vereador José Pereira, na Vila Yolanda Costa e Silva, em Sumaré.

 

O velório acontece até 13h, depois os corpos seguem para o Aeroporto Internacional de Viracopos e vão para o Maranhão. Os enterros vão acontecer na cidade de Pirapema. 



O acidente fatal aconteceu no domingo de Páscoa no km 233 da Rodovia João Mellão. Todas elas estavam em um mesmo carro, com placas de Sumaré. Apenas uma adolescente de 16 anos sobreviveu. Ela ainda está internada em Botucatu.  



O acidente ocorreu após o motorista do carro tentar uma ultrapassagem. O veículo acabou colidindo de frente com um caminhão que vinha no sentido contrário. A família estava voltando para casa quando o acidente ocorreu.  



Morrem no local Ismael Pires, de 44 anos, que dirigia o carro, a esposa dele, Laurinda Silva Pires, de 38, e os filhos Israel Pires, de 12 anos, Ismael Pires Filho de 16 e Israylane Thainara, de 14. Além da filha dela, Tayara Vitória Souza Pires, de 2 anos. 

 

Fonte: Liberação de Imprensa

Publicado em Sumaré

A Honda anunciou nesta terça-feira, 3, que decidiu transferir a sua produção de automóveis no Brasil da sua fábrica em Sumaré para a de Itirapina, ambas no interior de São Paulo, a partir de 2019. Com a mudança, a fábrica de Itirapina, inaugurada em 2015 e até hoje nunca utilizada, vai finalmente entrar em operação. A de Sumaré, por sua vez, vai se dedicar à produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios do grupo. A alteração vai ocorrer de forma gradual, com previsão de ser concluída em 2021.

 

A demora em iniciar a produção em Itirapina se deve à crise econômica. Quando a montadora planejou essa segunda fábrica, no início da década, o mercado de automóveis crescia e a expectativa era que continuasse crescendo. No entanto, como a crise derrubou as vendas, o início da operação não se justificava mais, uma vez que a unidade de Sumaré era suficiente para atender à demanda. Itirapina, com isso, passou a esperar que o mercado voltasse a crescer para que pudesse começar a produzir.

 

A unidade de Sumaré, que tem condições de produzir 120 mil automóveis por ano em dois turnos, tem operado no limite da sua capacidade. Em razão disso, os executivos da Honda costumavam dizer que, para a segunda fábrica entrar em operação, o mercado tinha de subir pelo menos 50%. Assim seria possível abrir pelo menos um turno em Itirapina, que tem a mesma capacidade de Sumaré.

 

Contudo, em vez de ampliar o volume produzido com a abertura da segunda fábrica, a Honda decidiu transferir a produção de uma para outra, mesmo com o crescimento registrado pelo mercado em 2017 e no primeiro trimestre de 2018. A montadora alega que a recuperação do setor observada até então ainda está abaixo do que foi projetado quando a segunda fábrica foi planejada.

 

A empresa diz também que a segunda fábrica tem a vantagem de ser equipada com tecnologia mais atualizada. “A nova unidade é o resultado de um projeto mais moderno e, consequentemente, mais eficiente do ponto de vista de produtividade, com melhor flexibilidade para atender às demandas tecnológicas para atualizações em nossa linha de automóveis”, afirma a montadora em nota.

 

A unidade de Itirapina, que foi construída com investimento de R$ 1 bilhão, vai iniciar as atividades em 2019 com a produção do modelo Fit e vai contar com a ajuda de funcionários da fábrica de Sumaré, que serão transferidos.

 

Antes, a montadora falava que a segunda fábrica, quando começasse a produzir, poderia gerar até 2 mil empregos. Porém, mesmo com a previsão de início da operação em 2019, não há expectativa de contratação. Os primeiros volumes de produção serão tocados somente pelos funcionários transferidos de Sumaré, além de outros 30 trabalhadores que já estavam em Itirapina realizando a manutenção da fábrica.

 

Fonte: Isto É

Publicado em Sumaré

Tapeçaria Maracanã

Programa de reconstrução capilar

 Revista Época

Anunciante Clements

© 2017 - Grupo Interativo Negócios | Jornal Sumaré | Jornal Interativo | Site Interativo

Rua Conceição, 233 - CEP 13.010-916 - Campinas/SP

Fones: (19) 3384-6388 / 99283-6239 Whatsapp

E-mail: contato@jornalsumare.com.br

 

Edições semanais com 5 mil exemplares distribuídos em 175 pontos em toda cidade,
Em supermercados, bancas de revistas e jornais e algumas empresas.