Sexta, 16 Fevereiro 2018 19:29

Câmara de Sumaré é a primeira da RMC a aprovar projeto da Lei Lucas Destaque

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

A Câmara de Sumaré é a primeira da RMC a aprovar o projeto da Lei Lucas apresentado e/ou protocolado em outros mais de 50 municípios. O projeto de lei nº 03/18, de autoria do vereador Ney do Gás (PV), propõe a implantação da Lei Lucas para obrigar todos os professores e funcionários de escolas do município a cumprirem curso de capacitação em primeiros socorros no primeiro atendimento. A proposta é uma iniciativa da mãe e advogada Alessandra Begalli Zamora que perdeu o filho em setembro do ano passado durante um passeio escolar e já percorreu outras mais de 50 cidades no Estado de São Paulo e outros Estados, inclusive.

O projeto inclui também a obrigatoriedade de capacitação aos profissionais da área do transporte escolar. A capacitação será feita por profissionais cedidos pela Secretaria da Saúde e/ou Corpo de Bombeiros/PMESP.

“O objetivo de criar esta Lei é permitir que situações de primeiros socorros ou acidentes simples sejam solucionados ou amenizados por quem esteja por perto, até que um profissional da área da saúde consiga chegar ao local da ocorrência, evitando, dessa forma, que relatos como de Alessandra venha fazer parte das estatísticas de quem mais de 700 crianças morrem vítimas de sufocações ou engasgamento anualmente”, concluiu Ney do Gás.

A 2ª Sessão Ordinária do ano foi realizada, excepcionalmente, nesta quinta-feira, dia 15 de fevereiro, devido ao carnaval. Também foram discutidos outros cinco projetos de lei, requerimentos, indicações e moções em prol da população sumareense.

Ler 1276 vezes

Tapeçaria Maracanã

Programa de reconstrução capilar

 Revista Época

Anunciante Clements

© 2017 - Grupo Interativo Negócios | Jornal Sumaré | Jornal Interativo | Site Interativo

Rua Conceição, 233 - CEP 13.010-916 - Campinas/SP

Fones: (19) 3384-6388 / 99283-6239 Whatsapp

E-mail: contato@jornalsumare.com.br

 

Edições semanais com 5 mil exemplares distribuídos em 175 pontos em toda cidade,
Em supermercados, bancas de revistas e jornais e algumas empresas.