Quinta, 04 Outubro 2018 15:35

RMC passa a contar com 1º Núcleo Regional da CROSS, que vai agilizar a regulação de vagas para moradores de Sumaré Destaque

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
RMC passa a contar com 1º Núcleo Regional da CROSS RMC passa a contar com 1º Núcleo Regional da CROSS Prefeitura de Sumaré

RMC passa a contar com 1º Núcleo Regional da CROSS, que vai agilizar a regulação de vagas para moradores de Sumaré

 

 

Sumaré, 03 de outubro de 2018

 

A RMC (Região Metropolitana de Campinas) receberá o 1º Núcleo Regional da CROSS (Central de Regulação e Ofertas de Serviços de Saúde) do Estado de São Paulo. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, dia 03, pelo secretário estadual de Saúde, Marco Antonio Zago, a prefeitos e secretários de Saúde da região. A medida – também reivindicada pessoalmente pelo secretário de Saúde de Sumaré, Rubens Gatti, ao secretário estadual, em agosto – tem o objetivo de agilizar a distribuição de vagas para procedimentos de média e alta complexidade para os moradores de Sumaré e dos demais 19 municípios que compõem a RMC.

 

O prefeito Luiz Dalben comemorou a notícia. “Com a CROSS Regional, nossas cidades terão maior autonomia sobre a regulação de vagas nos serviços de saúde, agilizando, assim, o atendimento aos nossos moradores. Temos hospitais de referência nacional na nossa região, como o Hospital Estadual de Sumaré e o Hospital das Clínicas da Unicamp, por exemplo, e tínhamos de solicitar as vagas nestes hospitais, para os nossos pacientes, lá em São Paulo, em uma única CROSS, que atende a todos os 645 municípios do Estado. Com a CROSS Regional, em Campinas, o contato fica mais próximo e a distribuição das vagas será feita de forma mais rápida, refletindo em maior eficiência nos serviços de saúde aos moradores de Sumaré e toda a região”, destacou o prefeito, que foi representado nesta quarta-feira pelo secretário municipal de Saúde, Rubens Gatti.

 

“Essa descentralização vai dar maior funcionalidade à CROSS. É um ganho muito grande para toda a RMC e resultado de um trabalho conjunto entre todos os prefeitos e secretários de Saúde da região. Produzimos relatórios para demonstrar ao Estado a necessidade dessa descentralização, apresentamos ao secretário Dr. Marco Antonio Zago em agosto e agradecemos à sensibilidade dele em atender nosso pedido com rapidez, em benefício da população”, explicou Gatti.

 

PROJETO PILOTO*

 

O projeto-piloto, que é inédito no Estado, vai funcionar 24h por dia, dentro da DRS-7 (Departamento Regional de Saúde), com sede em Campinas, nos mesmos moldes da matriz da CROSS na Capital. “Estamos tentando, com essa regionalização, resolver um gargalo que existe há muito tempo e garantir acesso à saúde, um direito constitucional. Os gestores têm a obrigação de fazer com que esse sistema funcione, atendendo o anseio da população. A regulação, tenho certeza, é o primeiro passo”, afirmou Zago.

 

Segundo a diretora do DRS-7, Mirella Povinelli, o núcleo começará a funcionar no próximo mês. Inicialmente, 16 profissionais atuarão no serviço. O 1º Núcleo Regional da CROSS vai auxiliar os pacientes dos 20 municípios da RMC que necessitarem, por exemplo, de atendimentos de urgência e emergência, oncologia e hemodiálise, com previsão de aproximadamente 6.300 atendimentos por mês. A gestão da CROSS da RMC será feita em parceria com o Seconci (Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo), entidade filantrópica, sem fins lucrativos e parceira do Estado há 19 anos na gestão de serviços de saúde.

 

*Com informações disponibilizadas pela Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Odessa.

Ler 136 vezes

Tapeçaria Maracanã

Programa de reconstrução capilar

 Revista Época

Anunciante Clements

© 2017 - Grupo Interativo Negócios | Jornal Sumaré | Jornal Interativo | Site Interativo

Rua Conceição, 233 - CEP 13.010-916 - Campinas/SP

Fones: (19) 3384-6388 / 99283-6239 Whatsapp

E-mail: contato@jornalsumare.com.br

 

Edições semanais com 5 mil exemplares distribuídos em 175 pontos em toda cidade,
Em supermercados, bancas de revistas e jornais e algumas empresas.