Quarta, 10 Outubro 2018 00:01

Parlamento Jovem de Sumaré aprova 3 projetos de lei Destaque

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Parlamento Jovem de Sumaré aprova 3 projetos de lei Parlamento Jovem de Sumaré aprova 3 projetos de lei Câmara de Sumaré

Parlamento Jovem de Sumaré aprova 3 projetos de lei

08/10/2018 (Segunda-Feira)

 

Os vereadores jovens de Sumaré aprovaram três significativos projetos de lei na 8ª sessão ordinária do Parlamento Jovem realizada no último sábado, 06 de outubro. Os projetos são em benefícios da educação básica em escolas públicas, em prol da população feminina e também em divulgação de obras públicas interrompidas.

 

O vereador jovem Diogo Borges teve dois projetos aprovados. O projeto de lei nº 09/18 dispõe sobre a prestação de serviços de psicologia e de assistência social nas escolas públicas de educação básica. Estes atendimentos deverão ser prestados por psicólogos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e assistentes sociais associados aos serviços públicos do município. Os sistemas de ensino deverão articular com os sistemas coletivos de saúde e assistência social prevendo a atuação dos profissionais nos estabelecimentos públicos de educação fundamental. “É importante ressaltar a importância que os profissionais da saúde médica mental têm em nossas vidas”, relatou Diogo.

 

O projeto nº 10/18 ordena também auxílio psicológico e amparo social para mulheres. Sendo assim, o poder público municipal deverá assegurar o atendimento de psicólogos e assistentes sociais a mulheres vítimas de agressão física, psicológica e doméstica. O atendimento será prestado de forma similar ao projeto anterior, por profissionais vinculados ao SUS e assistentes anexados a rede municipal. Os especialistas deverão acompanhar as mulheres durante e após os procedimentos das consultas. “Além dos casos de violência doméstica ou outro tipo de agressão vividas pelas vítimas, o processo de recuperação psicológica é muito lento e demorado, onde a mulher vive, além do medo, um estado de solidão”, disse o parlamentar jovem Diogo Borges.

 

O parlamentar jovem Matheus Cavalcante é o autor do projeto nº 08/18 que obriga o Poder Executivo a divulgar no site oficial da Prefeitura informações sobre obras públicas suspensas, disponibilizando os motivos, tempo de interrupção e data prevista para o término. “Todo cidadão sumareense merece saber onde seu dinheiro está sendo investido, é mais uma maneira da população confiar no poder público e estar informada sobre as obras que a beneficiarão”, afirmou Matheus.

 

Durante a sessão foram aprovadas também as indicações solicitando a criação de academia pública ao ar livre e poço artesiano no bairro Jd. Marchissolo, solicitadas por Diogo Borges. Também foi pedido por ele o recapeamento e pavimentação asfáltica da Rua Marcos Dutra Pereira no bairro Pq. Bandeirantes I. O vereador jovem Alessandro Pantarotto requisitou a reforma da calçada em torno da Escola Estadual Antônio do Valle Sobrinho, localizada na Rua Virgínio Basso, nº 614, no bairro Jardim Campo Belo e pediu também a implantação de artigos decorativos na escola, pelo projeto “Além do Asfalto” do Instituto Bem Querer, que possui uma parceira de implementação do programa nas áreas públicas do município.

 

O parlamentar jovem Mateus Vieira solicitou a construção de uma lombada na Av. Manoel Alves próximo ao estabelecimento Verso e Prosa no bairro Residencial Bordon. Já o presidente Lincon Rodrigues pediu a instalação de lixeiras na calçada da escola Marinalva Gimenes Colossal da Cunha, na Rua Antônio Menuzzo, no bairro Pq. Jatobá.

 

Fonte: Câmara de Sumaré

 

 

Ler 63 vezes

Tapeçaria Maracanã

Programa de reconstrução capilar

 Revista Época

Anunciante Clements

© 2017 - Grupo Interativo Negócios | Jornal Sumaré | Jornal Interativo | Site Interativo

Rua Conceição, 233 - CEP 13.010-916 - Campinas/SP

Fones: (19) 3384-6388 / 99283-6239 Whatsapp

E-mail: contato@jornalsumare.com.br

 

Edições semanais com 5 mil exemplares distribuídos em 175 pontos em toda cidade,
Em supermercados, bancas de revistas e jornais e algumas empresas.